Após fala de Bolsonaro, ações da Eletrobrás caem mais de 10%

O dólar comercial opera com alta de 1,13% ante o real, negociado a R$ 3,754. Para esta seção, os investidores aguardam com cautela os resultados da primeira pesquisa de intenção de voto do segundo turno, que será divulgada após o fechamento dos mercados.

         Na Bolsa, o Ibovespa, principal índice do mercado de ações brasileiro, opera com queda de 1,83%, aos 84.515 pontos, movimento puxado pelas estatais.

         Além disso, investidores avaliam com cautela as declarações do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) na noite de terça-feira . O candidato afirmou que, se eleito, pretende fazer a sua própria reforma da Previdência e que não usará o texto apresentado pelo governo Michel Temer, já em tramitação na Câmara dos Deputados.

         "O presidenciável descartou mexer na geração da Eletrobrás, na exploração da Petrobras e defendeu uma reforma da Previdência mais branda, afirmando que as mudanças nas aposentadorias devem ser feitas com cautela.

         As declarações do candidato podem gerar divergências no mercado, até porque destoam do discurso liberal de Paulo Guedes", afirmou, em relatório a clientes, a Correparti corretora de câmbio.

         Em entrevista à BandNews, Bolsonaro disse que descarta privatizar a geração de energia no país.

         Na avaliação de Luiz Roberto Monteiro, operador de câmbio da corretora Renascença, as declarações do candidato do PSL vão de encontro às expectativas que o mercado tem em relação a um possível governo Bolsonaro.

         “Quando o candidato dá declarações sobre privatizações e reforma da Previdência, os investidores que tinham uma projeção sobre quanto o governo economizaria, começam a refazer suas contas. Isto leva volatilidade para o mercado” — diz Monteiro. “Por ser uma questão política, ações de estatais como Eletrobrás e Petrobras devem ser afetadas neste pregão.

         No exterior, a moeda dos EUA também opera em alta. O “Dollar Index”, índice da Bloomberg que mede o comportamento da divisa americana frente a uma cesta de dez moedas, registrava variação positiva de 0,05%.

         Na véspera, o dólar comercial recuou 1,46% e terminou o dia cotada a R$ 3,712, refletindo ajustes dos investidores na reta final do período eleitoral.

Estatais em queda. De fato, como previsto pelos analistas do mercado financeiro, as ações das empresas estatais operam com perdas neste pregão. Os papéis ordinários (ON, com direito a voto) e preferenciais (PN, sem direito a voto) da Petrobras recuam 1,81% e 2,42%, respectivamente. A queda, entretanto, é mais influenciada pela Eletrobrás. As ações ON caem 10,78%; as PN, 9,48%.

         Os bancos, de maior peso na composição do Ibovespa, também registram perdas. As ações ON do Banco do Brasil têm as maiores perdas, com desvalorização de 2,56%. Bradesco e Itaú Unibanco recuam 1,14% e 1,44, respectivamente. (de O Globo)

Comentários
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.