Ibovespa dispara após 1º turno das eleições; dólar cai

O Ibovespa iniciou a segunda-feira em forte alta e já aparece na faixa de 86 mil pontos. Os investidores reagem ao forte desempenho de Jair Bolsonaro (PSL) no primeiro turno das eleições. Praticamente todos os papéis do índice avançavam nesta manhã, com destaque para as ações de estatais e de bancos.

         Ao redor de 11h20, o Ibovespa subia 4,57%, aos 86.084 pontos; na máxima, por ora, marcou 87.333 pontos (+6,09%). O giro financeiro é muito elevado e já marcava R$ 8,5 bilhões.

         Os papéis do ‘kit eleições’, grupo de ativos do Ibovespa com maior sensibilidade ao noticiário eleitoral, apresentam desempenhos amplamente positivos nesta manhã. Eletrobrás PNB ganhava 12,21% e Eletrobrás ON avançava 11,09%. O destaque, contudo, é Cemig PN, com valorizaçao de 16,76%. Petrobras PN subia 9,10% e é a ação de maior giro financeiro individual, de R$ 2,2 bilhões.

         Os bancos privados também apresentam altas expressivas, caso de Itaú PN (+6,60%), Bradesco PN (+6,65%), Bradesco ON (+5,99%) e units do Santander Brasil (+7,08%). No setor de varejo, tinham alta B2W ON (+10,15%), units da Via Varejo (+7,81%), Lojas Americanas PN (+5,87%) e Magazine Luiza ON (+4,94%).

         Entre as poucas quedas do dia, apareciam no setor de commodities Suzano ON (-4,47%) e units da Klabin (-2,24%), Fibria ON (-1,34%) e Vale ON (-1,20%).

         Bolsonaro, candidato mais alinhado às pautas econômicas defendidas pelo mercado financeiro, obteve 46% dos votos válidos no primeiro turno, enquanto Fernando Haddad (PT), seu adversário no segundo turno, registrou 29%. Além disso, a votação expressiva obtida pelo PSL e outros partidos alinhados a Bolsonaro para o Legislativo dá maiores condições de governabilidade a uma eventual administração do ex-militar.

         No câmbio, o dólar comercial cedia 2,59%, cotado a R$ 3,7549. (do Valor Econômico)

Comentários
Sem comentários ainda. Seja o primeiro.